7ºDia – Santos / Buenos Aires – Maio 2015

7º Dia / 10  Maio 2015 / Domingo
(Colonia del Sacramento-URG / Buenos Aires-ARG)

Bom dia
Acordamos cedo hoje, 06:30h.
Acabamos de fechar as malas, descemos para arrumar as coisas no carro e fomos tomar o café da manhã.
Depois do café demos uma subida até quarto para uma checagem final. Tudo certo, não esquecemos nada.
Passamos na recepção para fazer o check-out.
Acertamos nossa conta e estamos liberados.
Pagamos por 3 diarias US$ 360.00 (UYU 10.140,00)
Valor da diária c/ café da manhã = US$ 130.00 (UYU 3.380,00)
Mais o IVA de 22% = 191,15
Hospedagem = UYU 10.331,15
Tudo pronto e lá vamos nós.
Nosso embarque esta marcado para as 10:45h, mas como no site da Buquebus pedem para chegar uma hora antes e já são 09:00h, vamos lá.
Dirigimo-nos ao Terminal Fluviomaritima – Puerto Colombia que fica no final da Av. Buenos Aires.
Estávamos esquecendo de comentar.
Hoje é dia de eleição em Colonia del Sacramento, a cidade esta bem tranquila.

Chegando à portaria principal pedimos informação para os procedimentos de embarque. Simplesmente o segurança nos apontou o caminho que deveríamos seguir, e só.
Contornamos o prédio principal e uma nova guarita. Pedimos mais informações sobre como proceder para o embarque do carro e a Imigração.
A segurança nos mandou parar o carro atrás de uma camioneta que já estava estacionada mais a frente bem no final do pátio e nos indicou a parte de traz do prédio para fazer a Imigração. Não parei no local indicado, parei em frente ao prédio por que estava achando que tinha alguma coisa errada. Ao entrar notei que o atracadouro era no inicio do pátio bem em frente à guarita onde pedi informação. Ai meus amigos é que começou a confusão. Todas as portas de vidro que davam para o pátio estavam trancadas. E agora como e por onde entrar. Fiquei andando pra lá e pra cada como peru fugindo do machado na véspera de Natal. Finalmente encontrei na lateral do prédio uma porta aberta, ufa finalmente.
Entrei e fui procurar o balcão da Buquebus para o check-in.
Fui muito mal atendido pela atendente que simplesmente carimbou os e-ticket e apontou a entrada para a Imigração, nada mais, nem uma palavra.
Voltei e fui buscar a esposa para fazermos a Imigração.
Ali mesmo é feita a saída do Uruguai e a entrada na Argentina.
A verificação Aduaneira é feita na chegada em Buenos Aires.

Cartão de entrada pessoal
Cartão de entrada pessoal

 

Cartão de entrada do carro
Cartão de entrada do carro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Até que foi rápido. O terminal estava bem vazio, deve ser por causa das eleições em Colonia.
Pedi informação a um funcionário do terminal como deveria fazer em relação ao carro que estava estacionado no pátio. Ele informou que a minha esposa deveria permanecer no salão e embarcar normalmente e eu poderia descer para pegar o carro e embarcar no ferry.
Fui pegar o carro e novamente tive que pedir informação onde seria o embarque do carro para o ferry, e para minha surpresa o embarque era mesmo onde tinha visto o atracadouro quando entrei no pátio, bem em frente a guarita da segurança. Brincadeira….

Fica aqui nosso protesto e indignação pela falta de informação e apoio ao turista.
Se você for fazer essa travessia principalmente de carro recomendo chegar bem mais cedo por segurança, visto a dificuldade em se obter algum tipo de informação correta.

Não demorou muito para começar o embarque. Na entrada da plataforma de embarque um funcionário verifica o e-ticket e a placa do carro e pronto liberado para o embarque.
O estacionamento para os carros é no deck inferior, Fui orientado onde parar e pediram para deixar o carro brecado e travado e indicaram o acesso para o deck de passageiros. Subi e fui encontrar com a esposa que estava acabando de embarcar.
Escolhemos um lugar para sentar já que não existem poltronas numeradas.

Buquebus Classe Turistica
Buquebus Classe Turistica
Buquebus Classe Turistica
Buquebus Classe Turistica

 

 

 

 

 

 

 

 

O deck para os passageiro da classe turística é bem confortável. Conta com banheiros e uma boa lanchonete.

Vista da 1ª Classe
Vista da 1ª Classe
Duty Free
Duty Free

 

 

 

 

 

 

 

 

Tem também a 1ª classe que fica em cima do Duty Free. Não vejo vantagem nenhuma, além de ser mais cara.

Demos uma andada pelo Duty Free. Dizem que os preços ali são melhores que em outros Duty Free. Têm roupas, bebidas, perfumes, chocolates. Nada nos chamou a atenção. Voltamos a sentar e apreciar a vista. Bem a vista estava um tanto comprometida, como estava chovendo e o tempo nublado não se tinha uma boa visão.

Vista de Buenos Aires
Vista de Buenos Aires
Vista de Buenos Aires
Vista de Buenos Aires

 

 

 

 

 

 

 

 

Apesar do mal tempo a travessia foi tranquila.
Estamos chegando a Buenos Aires, aproveitei e fui até a lanchonete tomar um café expresso (cortado express) UYU 70,00.
O Ferry atracou em Buenos Aires.
Foi dada a ordem para o desembarque.
Descemos para o deck inferior para pegar o carro. Agora a esposa foi comigo.

Ferry Deck inferior.
Ferry Deck inferior.
Ferry Deck inferio
Ferry Deck inferior.

 

 

 

 

 

 

 

 

Desembarcamos e nos dirigimos a saída onde é feita a checagem da Aduana.

Verificação dos documentos do carro, carta verde e vistoria da bagagem.
Tudo certo. Estamos liberados.
Saímos do terminal e paramos no estacionamento da área externa para guardar a documentação e acertar o GPS com o endereço do hotel.
Tudo pronto, Buenos Aires lá vamos nós.
Como era Domingo a cidade estava tranquila o que facilitou bastante nosso deslocamento até o hotel.

O GPS nos levou direitinho até o hotel.
Chegamos ao hotel por volta das 12:40h.
Estávamos com reserva para três dias no Lennox Hotel.

LENNOX HOTEL
Talcahuano, 52
Buenos Aires
http://www.lennoxhotels.com

Lennos Hotels
Lennox Hotels

 

Lennox Hotels
Lennox Hotels

 

Fizemos o check-in e como tinha reservado estacionamento desci para levar o carro.
Subimos para o quarto para acomodar as malas.

Apartamento Lennox Hotels
Apartamento Lennox Hotels
Apartamento Lennox Hotels
Apartamento Lennox Hotels

 

 

 

 

 

 

 

 

Descemos e pedimos informação na recepção sobre algum restaurante ali perto para almoçarmos.
O recepcionista Sr. Paulo nos indicou o restaurante Chiquilin, falou que era muito bom,  era bem pertinho e dava para ir a pé.
Fica na Sarmiento esquina com a Montevideo.
Falou ainda que quando chegasse ao restaurante era para falar que estávamos hospedados no Lennox que teríamos uma champanhe de cortesia.
Lá fomos nós para nossa primeira saída em Buenos Aires.
Saímos do hotel pela Talcahuano, andamos três quadras e estávamos na Sarmiento, ai mais três quadras e pronto estávamos no restaurante.
A primeira impressão dos arredores é complicada. Pelo que notamos é uma área comercial onde existem muitas, mas muitas lojas de instrumentos musicais, lojas de equipamentos eletrônicos, joalherias e algumas padarias e confeitarias. Não é uma região muito bonita. As ruas e as calçadas são estreitas e os prédios bem antigos, mal conservados e alguns abandonados. Não é uma região bonita.

Restaurante Chiquilin - Chiquin
Restaurante Chiquilin – Chiquin
Restaurante Chiquilin - Chiquin
Restaurante Chiquilin – Chiquin

Chegamos ao restaurante,  o lugar é muito agradável uma decoração super descolada, bandeiras e bandeirolas de vários países, muitas fotos, flores e esculturas.
Parece ser bom, ao menos estava lotado, mas conseguimos uma mesa.

Restaurante Chiquilin - Chiquin
Restaurante Chiquilin – Chiquin
Restaurante Chiquilin - Chiquin
Restaurante Chiquilin – Chiquin

 

 

 

 

 

 

Restaurante Chiquilin - Chiquin
Restaurante Chiquilin – Chiquin
Restaurante Chiquilin - Chiquin
Restaurante Chiquilin – Chiquin

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O atendimento é uma loucura, os garçons e garçonetes parecem formigas pra lá e pra cá para dar conta de todas as mesas.

Restaurante Chiquilin - Chiquin
Restaurante Chiquilin – Chiquin

Pedimos um talharim ao sugo com bacon e um ravióli de espinafre, um suco de laranja e uma coca-cola. O atendimento foi bom, a garçonete atenciosa e a comida muito boa.

Restaurante Chiquilin - Chiquin
Restaurante Chiquilin – Chiquin

E claro depois a champanhe para brindar nosso primeiro dia em Buenos Aires.
Gastamos ARS 380,00
O restaurante é excelente recomendamos.

RESTAURANTE CHIQUILIN – CHIQUIN
Montevideo, 321 (esq. Sarmiento)
Buenos Aires
http://www.chiquilin-argentina.com.ar

Como ainda era cedo e não estávamos cansados resolvemos explorar um pouco os arredores.
Saímos pela Sarmiento e depois de andarmos cinco quadras estávamos na Av.9 de Julho.

Avenida 9 de Julho
Avenida 9 de Julho

Sim, a famosa Av. 9 de Julho ou Avenida 9 de Julio ou Avenida Nueve de Julio.

É a principal avenida da Cidade de Buenos Aires. Construída em 1912 e concluída em 1930, a avenida recebeu este nome, em homenagem da Declaração da Independência da Argentina em 9 de julho de 1816. Seis anos mais tarde  em 1936 foi inaugurado o “Obelisco”, emblemático símbolo de Buenos Aires, no cruzamento com a  Avenida Corrientes.  Ao passar dos anos, a avenida teve expansões, principalmente na largura, e no alongamento da avenida, que foi concluída em 1980. Atravessa-la a pé pode ser demorado,  por causa da sua largura e do intenso  tráfego. É conhecida mundialmente por ser uma via extremamente larga, e também por ter em seus arredores, monumentos importantes da cidade. “Em ambos os lados se encontram hotéis, restaurantes, bares, o famoso Teatro Colón, bancas de jornal e comércios. No meio funciona o novo Metrobus, um corredor exclusivo para ônibus feito pelo Governo da cidade com a intenção de melhorar o fluxo do trânsito É considerada a avenida mais larga do mundo. É cruzada por outras importantes avenidas como a Corrientes, Rivadavia, General Paz, Diagonal Norte e Avenida de Maio. Existem varias praças e áreas verdes e toda sua extensão.

Praça do Obelisco
Praça do Obelisco
Praça do Obelisco
Praça do Obelisco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficamos perambulando pela 9 de Julho, Obelisco, Teatro Colón

Teatro Colón
Teatro Colón
Teatro Colón
Teatro Colón
Teatro Colón
Teatro Colón

 

 

 

 

 

Escola Presidente Roca
Escola Presidente Roca
Teatro Colón
Teatro Colón

 

 

 

 

 

O conjunto arquitetônico é muito bonito, só não marcamos o nome.
O conjunto arquitetônico é muito bonito, só não marcamos o nome.

Já estava escurecendo, voltamos para o hotel pela Libertad, Palaza del Vaticano, Teatro Broadway, entramos na Bartolomé Mitre e estávamos no hotel.
Subimos para o quarto. Um bom banho.
Como tínhamos almoçado muito tarde, não saímos para jantar, ficamos no quarto acertando as coisas e programando algumas coisas para amanhã.
Bem agora o sono bateu.
Vamos dormir que amanhã o dia vai ser longo.
Boa noite.

GASTOS DO DIA

Alimentação         ARS 460,00
Gorjeta                  ARS    50,00
                                ARS 510,00

4 thoughts on “7ºDia – Santos / Buenos Aires – Maio 2015

  1. Es un alivio encontrar a alguien que realmente sabe lo que están hablando en la red . Obviamente, que sabes cómo llevar un blog a la luz y que sea importante. Más gente tiene que leer esto.
    casa rural para grupos valencia http://www.casaruralantiga.com/casa-rural-para-grupos-valencia

  2. Ai Casal… bela narrativa e belas fotos… aguardamos a conclusão e o relato de Ushuaia … abraços!!!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*