6ºDia – Santos / Santiago do Chile de carro – 2013

6º dia / 12 Setembro 2013 – quinta-feira
( Uruguaiana/BR a Santa Fé/ARG)

Acordamos cedo, 06:00h para arrumar a mala.
Tomamos o café da manhã as 07:00h.
Hotel MonteCarlo-EFechamos a conta do hotel a as 08:30h o carro já estava arrumado.
Nesse tempo conhecemos o gerente Sr.Edson, muito simpático e atencioso.
Deu-nos varias dicas de hotéis na Argentina e das estradas.Até alteramos a nossa rota original baseado nas dicas dadas por ele.
Acabamos trocando real por peso argentino em Uruguaiana mesmo, foi mais vantajoso que fazer o cambio do lado argentino. Nos despedimos do Sr. Edson e partimos.
Já eram 10:00 horas, perdemos um tempo precioso.

O Consulado da Argentina em Uruguaiana distribui por dia, na temporada de verão, dezenas de listas a brasileiros que viajarão pela Argentina constando o que é obrigatório para trafegar nas estradas.O documento é entregue em papel timbrado e assinado pelo cônsul. A medida, segundo o Consulado, visa evitar que a polícia argentina solicite itens que não constem na lista, com finalidade de cobrar multas.Um dos itens que mais chama atenção no documento é o alerta de que não existe na legislação argentina o requisito de que em viagens seja necessário levar um pano branco ou uma mortalha plástica, para o caso de acidente com morte.O consulado justifica o alerta expresso no papel pelo grande número de brasileiros que os procuravam reclamando que haviam sido multados por não portarem os mórbidos objetos.

Saímos do hotel e paramos em um posto BR próximo para abastecer antes de iniciarmos viagem.
IMG_1285 E 

Ponte Internacional Rodoferroviária Getúlio Vargas/Augustin P. Justo sobre o Rio Uruguai.
A ponte foi inaugurada em 21 de Maio de 1947 pelo então Presidente Eurico Gaspar Dutra, do Brasil e Juan Domingo Perón, da Argentina, ligando Uruguaiana no Brasil a Passo de Los Libres, na Argentina
Hoje a ponte é a porta de entrada e saída para a comercialização de produtos, tornando Uruguaiana o maior porto seco da América Latina e o terceiro maior do mundo.

IMG_1286 E

Nos aproximamos da Aduana Brasil / Argentina.
IMG_1292 EEstamos entrando na Argentina.
IMG_1291 E

IMG_1293 EFomos parados na barreira por um funcionário da Aduana Argentina que perguntou se o carro estava no meu nome. Respondi que sim. Ele nem pediu os documentos do carro nem a minha Carteira de Motorista(CNH) nem a Carta Verde nem nada. Indicou a área de estacionamento onde deveríamos parar para fazer os tramites de Imigração.  Um funcionário da Imigração nos entregou dois formulários para serem preenchidos. Um para nossos dados pessoais e outro para os dados do veículo.Optamos por usar o Passaporte em vez do RG(Carteira de Identidade). Até que foi tudo rápido, levamos menos de uma hora para os tramites de fronteira.
Liberados pela Imigração e com visto de permanência com validade de 90 dias e a autorização para o carro.
Saímos em direção a cidade de Passos de Los Libres – Provincia de Corrientes, que é a primeira cidade do lado argentino e fica a menos de 15 minutos da fronteira.
Fomos informados no hotel em Uruguaiana que logo na entrada da cidade tem uma Auto Peças que vende o cambão (lanza) e as correntes (cadenas) que ainda nos faltava.
IMG_1297 EEntrada da cidade de Passos de Los Libres.
Não conseguimos comprar o que nos faltava em Passo de Los Libres, pois dia 12 de Setembro é o dia da fundação da cidade, ou seja feriado.
Passos de Los Libres foi fundada em 12 de Setembro de 1843 pelo General Joaquim Madariaga.
Na cidade tem o Casino Rio Uruguai que é muito frequentado por brasileiros.
 

É obrigatório nos veículos para transitarem em território argentino o porte de:
2 triângulos
1 estojo de 1º socorros
Extintor de Incêndio1 cambão (lanza)
Isso é o que informa a legislação de transito argentina, mas podem, em alguns casos pedir também uma tal de Mortalha que é nada mais que um lençol branco que serveria para cobir alguma vitima fatal de acidente .Por via das duvidas, estávamos levando um.
Lembramos também que é obrigatório transitar nas estradas com o farol baixo ligado.
As correntes (cadenas) são porte obrigatório nos veículos para quem vai atravessar as Cordilheiras ou transitar nas estradas do Chile.
PID – Permissão Internacional para Dirigir – É bom ter e levar. Eu levei, mas em momento algum me foi solicitada
Fica aqui também um alerta, muito cuidado com a Policia Rodoviária (Polícia Caminera) na Região de Entre Rios, compreendida pela Rute RN.14, Tucuma’n, Chaco e Rute RN.16, pois são considerados os policiais mais corruptos da Argentina.
Escutamos falar muito da falta de postos de combustível nas estradas, mas em nossa travessia pela Argentina não encontramos dificuldades para abastecimento. Mas é sempre recomendável abastecer sempre que encontrar um posto de combustível.

Cambão - Lanza E

Corrente-Cadena E

Cadena-liquida E

 

Posto de Gasolina……………………………..Estacion de Serviço
Gasolina………………………………………….Nafta
Dinheiro………………………………………….Efectivo.
Cartão de Crédito de Crédito………………Tarjeta
Rotatória…………………………………………Coletora
Pedágio……………………………………………Peaje
Cambão…………………………………………..Lanza
Corrente………………………………………….Cadena
Policia Rodoviaria…………………………….Polícia  Caminera.

 
Leve sempre dinheiro(efectivo) com você, pois nas estradas, tanto para gasolina(nafta) como para alimentação, em 80% dos lugares não se aceita cartão de crédito(tarjeta de credito).
É bom levar no carro algum tipo de alimentação, pois nas estradas nem todos os postos de combustível tem alimentação.
Nas estradas os melhores postos(estacion de serviço) são da Rede YPF que tem uma boa estrutura de atendimento.
É recomendado abastecer com gasolina Super.
O preço médio do litro é de ARS 7,50 para gasolina Super, que em Reais daria R$ 2,79.

Saímos de Passos de Los Libres e voltamos a nossa rota.
IMG_1298 EIniciamos nossa viagem na Argentina pela Rota Nacional RN.117.
Logo no inicio da RN.117 paramos em uma Estacion de Serviço YPF onde conseguimos comprar o cambão(lanza) por ARS 60,00(+ ou – R$ 22,00).

IMG_1299 ENão podia faltar não é…….
IMG_1300 EAtravessando Corrientes…..
IMG_1314 ECruzamos Los Conquistadores / RN.2 / Minomes.
IMG_1315 ENem me perguntem, não sei de nada. Mas que é estranho lá isso é.
IMG_1312 EOs primeiros quilômetros pela RN.117 são em pista dupla nova e muito bem sinalizada.
A velocidade permitida é de 100 K/h, em alguns trechos 80 K/h.

IMG_1309 EPerto de Mocoreta a Rota Nacional RN.117 passa a ser Rota Nacional RN.14.
IMG_1311 ERodamos uns 90Km e cruzamos com a RN.119.
IMG_3651 ENesse trecho muitas obras de ampliação e viadutos, transito muito confusos.
Nessa hora nosso amigo GPS ficou maluquinho e claro, nós tambem. Mas conseguimos acerta e pegar a estrada certa…..ufa ufa que sufoco.
A seguir a RN.14 passa a ser RN.127. Daqui pra frente a RN.127 passa a ser pista simples. Nos próximos, digamos 150Km  a estrada não esta nada boa,muitos buracos, depressões e costelas na faixa do acostamento nos obrigando a dirigir pelo meio da pista, mesmo assim a velocidade média era entre 110K/h e 140K/h,
Passamos por Juan B. Arrubarrena / La Hierra.
Dirigimos por longos trechos sem cruzar nenhum carro ou caminhão.
Podemos dizer que em parte é uma viagem solitária.
La Calandria / cruzamos a RN.28 / Federal.
Primeira parada na Argentina para abastecer, Estacios de Serviço DelSur. Só tínhamos rodado 280Km, mas como o previsto, encontrar uma Estacion de Serviço é parar e abastecer..

Muito cuidado antes de Sauce de Luna na RN.127 / Km 141 tem uma barreira policial(corruptos) – Policia Caminera.

RN.127 / Km 291 – barreira policial
RN.127 / Km 299 – barreira policial
Sauce de Luna / Bovril / Va.Alcaraz / El Pingo.
Em todo esse trajeto muito calor, ventos fortes e paisagem árida.
São quilômetros e mais quilômetros sem nada, só asfalto, calor, ventos e campos áridos.
O coisa que nos chamou muito a atenção foram os ninhos de pássaros no topo das arvores.IMG_1316 ESó não descobrimos que  pássaro faz esses ninhos.
IMG_1318 EContinuamos…….Gdor.Racedo / El Palenque / Picada.
Em todo esse longo trecho quase não paramos, a não ser, claro para o necessário e inadiável (pi-pi).
Por volta de 17:00 / 17:15h chegamos em Paraná, onde atravessaremos o túnel sob o Rio Paraná até Santa Fé.
Paraná é a capital da Província de Entre Rios.
IMG_1322 E

O Túnel subfluvial Raúl Uranga – Carlos Sylvertre Begnis , popularmente chamado de Túnel Hernandarias ,foi inaugurado em 13 de Dezembro de 1969, seu comprimento é de 2937 metros, atingindo a obra um total de 4500 metros se considerarem as rampas de acesso.
Sua parte mais profunda esta a 32 metros abaixo da superfície do Rio Paraná.
Estima-se  que  transitem pelo túnel uma média de 12.630 veículos por dia.

Esse túnel tem 44 anos, e aqui na minha cidade há mais de um século se fala  em fazer um túnel para travessia entre Santos e Guarujá……..acreditem se quiserem.

O pedágio para travessia é de ARG 10,00 (R$ 3,72).
Como já era tarde resolvemos pernoitar em Santa Fé.
Entramos na cidade, e mesmo com o GPS nos perdemos.
Era hora de rush e a cidade tem um transito pesado e confuso, avenidas largas, mas ruas estreitas onde só cabe um carro.Levamos mais de duas horas rodando para encontrar um hotel. Os dois primeiros que encontramos estavam lotados. Finalmente no terceiro demos mais sorte.
111 E

Hernandarias Hotel
Rivadavia, 2680 – Santa Fé – Argentina
http://www.hotelhernandarias.com

Hotel caro, hall luxuoso, quarto de médio para ruim, wi fi nos quartos, estacionamento coberto e fechado, mas como só encontramos esse, e só tinha um quarto disponível encaramos assim mesmo.
Jantamos no restaurante do próprio hotel, muito bom e preço razoável em relação a diária do hotel.
Agora vamos descansar………Buenas Noches…..

ROTA: Ponte Internacional / RN.117 / RN.14 / RN.127 / Túnel Paraná-Santa Fé.

PEDÁGIO: Túnel Paraná / Santa Fé……………ARS 10,00

 

476 Km rodados em 07:25 horas

5 thoughts on “6ºDia – Santos / Santiago do Chile de carro – 2013

  1. My spouse and I stumbled over here different page and thought I might as well check things out.
    I like what I see so now i’m following you. Look forward to going over
    your web page for a second time.

  2. This is my first time go to see at here and i am genuinely happy to
    read all at single place.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*