20ºDia – Santos / Ushuaia – Abril 2016

20º Dia / 10 Abril 2016 / Domingo
( El Calafate-ARG )

Nossa programação para hoje é conhecer o Parque Nacional los Glaciares – Glacial Perito Moreno.
Imaginamos que deva ser um programa para o dia todo.
Estamos saindo do hotel as 09:25horas pois o dia clareou por volta de 08:30horas.

El Calafate – 07:40 horas. Aqui em El Calafate, ao menos nesse período que estamos aqui, o dia clareia bem tarde e também escurece tarde.
Antes de iniciarmos a viagem paramos para abastecer.
Encontramos um posto Petrobras na Av. Libertador.

ESTACION DE SERVICIO TRES GLACIARES S.L.R.
Av. del Libertador Gral. San Martin nº 1780
esquina com  Guilhermo Eika

Abastecemos…………..33,5 litros
Preço da Gasolina……..AR$ 13,00
Gastamos………………AR$ 436,00

RP.11

Saímos de El Calafate  pela RP.11, em um percurso de 80 Kms. Estrada boa, asfaltada e bem sinalizada.

RP.11

O percurso até o parque da para ser feito em aproximadamente 01:30 horas, mas sempre demoramos mais por causa do visual.

Portal Parque Nacional los Glaciares

No portal de entrada do parque pagasse uma taxa de AR$ 200,00 por pessoa.
Claro pagamos AR$ 400,00

Preços:
AR$ 160,00……………..Argentinos
AR$ 200,00……………..Turistas Mercosul(Brasil)
AR$ 260,00……………..Turistas outras nacionalidades
AR$  30,00……………….Estudantes Argentinos
AR$  00,00……………….Aposentados(Argentinos) –  Pessoas com mobilidade especiais –
Crianças até 5 anos e Residentes locais.

Do portal de entrada até o estacionamento principal são 30 Km.
O guarda parque orienta para dirigir com cuidado pois a estrada é sinuosa.
Antes de continuar vamos falar um pouquinho do Parque Nacional Los Glaciares.

PARQUE NACIONAL LOS GLACIARES
O Parque Nacional Los Glaciares foi fundado em 1937.
Possui uma extensão de 726 mil hectares.
Ao sudoeste da província de Santa Cruz impactam as enormes paredes de gelo que formam boa parte do grande Campo de Gelo Patagônico, que é um resquício da última era do gelo é a terceira maior concentração de gelo do mundo depois dos polos. Situado em volta dos lagos Argentino e Viedma. Patrimônio Natural da Humanidade segundo a declaração da UNESCO do ano 1981. Trata-se de um verdadeiro reino de gelos eternos onde existem por volta de 350 glaciares. O maior deles é o Upsala, com 50 km de comprimento e quase 10 km de largura, ainda que o mais impactante –e famoso- é o Glaciar Perito Moreno, soberbo e majestoso, com 5 km de frente e uma altura de 60 metros sobre o nível do lago, produto de seu lento avanço ,as paredes se desprendem ocasionalmente gerando um espetáculo único. A popularidade do Glacial Perito Moreno é decorrente pela sua facilidade de acesso.
No setor norte do Parque encontra-se a colina Fitz Roy que se destaca pela sua altura de -3.375 m.s.n.m(metros a cima do nível do mar) – e por sua presença monumental.
Os Glaciares são imponentes sentinelas de neve depositados por séculos em suas origens, no alto da cordilheira dos Andes. Descem por extensões que chegam a 170 quilômetros.
São formados basicamente de neve compactada, possuindo milhares de nuances do branco ao azul. É azulada porque esse gelo muito denso absorve todas as cores menos as de tons azuis.
Na sua maioria, terminam no lago Argentino, onde se fragmentam desde farelo de gelo a grandes icebergs, descendo lentamente o leito do lago até seu derretimento. Os glaciares movem-se até um metro por dia, atritando-se violentamente com o terreno, moldando-o e lançando, no lago, sedimentos finíssimos, que ficam em suspensão na água, formando o leito dos glaciares.
O glaciar Perito Moreno é uma exceção entre os glaciares, pois ao invés de estar derretendo, aumenta a cada ano.
O nome Glacial Perito Moreno está associado ao explorador Francisco Perito Moreno, que foi um dos pioneiros da ideia de Parque ou Reserva Natural e fundador da Sociedade Cientifica Argentina.
A Argentina foi o primeiro país da América do Sul a possuir todo um sistema de zonas protegidas a nível nacional.

PARQUE NACIONAL LOS GLACIARES
Ruta Provincial 11 – El Calafate –  Santa Cruz – Argentina
www.parquesnacionales.gob.ar

Na verdade a estradinha é cheia de curvas(muitassss) mesmo, mas com um visual incrível.
Rodamos uns 3Km e paramos em um local que parece ser uma área de recreação, com banheiros, mesas ao ar livre com churrasqueiras. Estávamos mesmo  a procura dos banheiros.
Nossa primeira parada foi na Curva dos Suspiros. É um mirante em uma elevação onde se tem a primeira visão da grandeza e beleza desse gigante branco que é o Glacial Perito Moreno.

Vista da Curva dos Suspiros

O nome de Curva dos Suspiros é bem apropriado para o lugar…..uaalllll que linda visão.

Continuamos por mais curvas e lindas vistas até chegarmos ao estacionamento principal.

A área de estacionamento tem uma boa infraestrutura para apoio ao visitante, conta com banheiros, um restaurante e uma lojinha de souvenir.
Fomos primeiro ao restaurante para tomar um café e conhecer o local, pois provavelmente teríamos que almoçar por ali mesmo.
O restaurante chama-se Nativos de La Patagonia ele fica de frente para o lago e lateralmente para o glacial. A vista é linda.
Oferece uma grande variedade de pratos, saladas, sopas, minutos e sanduíches. Ele também funciona como uma loja de presentes e oferece diversos serviços aos visitantes do parque.
Tomamos 1 café e 1 chocolate médio e pagamos AR$ 90,00
ATENÇÃO: Os preços estão elevados. Tudo é muito caro. Como é o único no lugar já viu né. Não podemos esquecer que somos turistas, por isso somos explorados.
O Nativos de La Patagonia é o primeiro estabelecimento habilitado no Parque Nacional Los Glaciares.
Seguimos para o inicio das passarelas.

As passarelas possuem alguns quilômetros de extensão, com mirantes e áreas de descanso, inclusive para fazer um lanche, você fica ali de cara para a geleira, bem pertinho, espetacular!
Bem, por que falei alguns quilômetros sem citar um valor.
Vamos a explicação: uns falam em 7 Km outros 4 Km outros 5Km. Não consegui encontrar nenhuma informação precisa nem no próprio site do Parque.
Iniciamos pelo mirante principal…uallllll que vista fantástica.

Dai pra frente não seguimos nenhuma rota estabelecida, simplesmente íamos onde se tinha uma melhor visão desse gigante branco.

Logo no inicio escutamos um estampilho seguido de estrondo como se fosse um tiro de canhão.
Na verdade  o estampilho era e gelo se atritando e rachando e o estrondo o desmoronamento.
O barulho é impressionante.

Vamos falar uma coisa, o lugar é majestoso, masssss, gente haja pernas e folego para tantos degraus.

Na verdade é um perfeito labirinto em degraus. Algumas vezes parávamos já sem folego e olhávamos em volta, e caracas, acho que já passamos por aqui. Mas ta valendo, é tudo diversão.

Andamos bastante pelas passarelas e resolvemos parar em um ponto bem em frente ao glacial para descansar e ficar aguardando para ver se conseguíamos registrar algum desmoronamento.

É um teste de paciência, pode-se ficar um longo tempo aguardando a natureza nos brindar com esse espetáculo majestoso. Câmera armada para filmar, celular em posição para foto.  Agora é só aguardar o momento exato, e esperado, e tentar conseguir uma boa filmagem e uma bela foto.

Gente, tentar colocar em palavras esse presente com que a natureza nos brinda é covardia, eu não sou escritor e não tenho mais palavras para descrever esses momentos. Esses momentos estão gravados em nossas memorias para sempre, em fotos e videos. A memoria não conseguimos compartilhar com você, mas as fotos e os videos sim.
Ai esta:

Já são 15:00 horas, e depois de passar a manhã toda e parte da tarde andando, digo subindo e descendo centenas de degrau estamos cansados e com fome. Nos despedimos aqui desse gigante branco.
Vamos retornar ao restaurante para almoçar e voltar pra cidade.
No restaurante pedimos 2 Spaghetti ao molho branco e 1 Coca-Cola 500ml.
Gastamos AR$ 405,00.

Lago Argentino

No caminho pra cidade pela mesma RP.11 acabamos parando no Glaciarium Centro de Interpreración.

Glaciarium Centro de Interpretación

GLACIARIUM CENTRO DE INTERPRETACIÓN
O Glaciarium foi inaugurado em 2010.
É um centro de interpretação de ultima geração dedicado á divulgação e estudo do gelo da Patagônia e suas geleiras, um dos poucos centros de interpretação glaciológica do mundo.
E oferece aos visitantes da Patagônia uma visão interativa onde o Gelo Patagônico e as geleiras da região são os protagonistas.

No Complexo Glaciarium fica o Museu de Gelo Patagônico e em seu subsolo o GlacioBar.
Optamos em só conhecer o GlacioBar. Pagamos AR$ 360,00 (AR$180,00 por pessoa).

O GLACIOBAR (Bar de Gelo) é um bar todo feito de gelo inclusive todos os utensílios como copos, cadeiras e mesas.
A temperatura ambiente é de menos 10 Graus(-10Cº) mas não se preocupe com o frio na entrada você recebe uma capa protetora forrada de pele com gorro e luvas. O material da capa é brilhoso, parece papel alumínio.
Quando vestimos fica muito engraçado, parecemos dois astronautas no gelo.  A permanência no lugar não pode ultrapassar 20 minutos por medida de segurança.

Se você tiver algum problema, não se sentir confortável é só apertar um botão de emergência na porta de entrada que funcionários aparecem para conduzi-lo pra fora do ambiente gelado. Lá dentro, você se sente em uma balada dentro de um frigorífico.


Além de música animada e uma iluminação que lembra uma boate, No valor do ingresso você tem direito a bebida grátis. Pode beber quanto quiser e quanto aguentar. Mas se estiver dirigindo é bom ficar só olhando.
Se você não esta de condução propria ou excursão, o Glaciarium dispõem de transporte gratuito em vans que saem do Patio da Secretaria de Turismo Provincial no centro de El Calafate. Só tem que confirmar os horários.
O Glaciarium Centro funciona todos os dias das 11:00h as 19:00 horas.
Vale muito a pena ter essa diferente experiencia do GlacioBar e é muito divertido.
Na saída do bar gelado aproveitei e parei no bar que fica no saguão principal para tomar um café(AR$45,00).

GLACIARIUM CENTRO DE INTERPRETACIÓN
Ruta Provincial 11 – Km.6
www.glaciarium.com/es

Antes voltar ao hotel paramos no centro para ir a farmácia.
Remedinho básico (AR$85,00).
Retornamos ao hotel para um bom banho e descansar um pouco.
A noite resolvemos sair e ir jantar na cidade.
Andamos um pouco pelo centro olhando algumas lojinhas e vendo preços.
Passamos em frente do Restaurante La Cocina e resolvemos entrar e experimentar.

Restaurante La Cocina

O ambiente é aconchegante e o atendimento muito bom.
Jantamos, Sorrentino Gratin(parecido com nosso ravióli) duas coca-colas e um café.
Gastamos AR$ 555,00

Restaurante La Cocina
Av. del Libertador Gral. San Martín 1245
https://es-la.facebook.com/restaurantelacocinab/

Voltamos para o hotel.
Tomei dois cafés no bar do hotel (AR$ 70,00).
Hora de dormir.
Boa noite.

 

RESUMO DO DIA

ROTA
RP.11

COMBUSTIVEL
 AR$  436,00……..33,5 litros

ALIMENTAÇÃO
AR$  1165,00

HOSPEDAGEM
AR$  2166,16

OUTROS
AR$ 85,00 – Farmácia

RECOMENDAMOS
Restaurante Nativos de La Patagonia – Glacial Perito Moreno
GlacioBar – Glaciarium Centro
Restaurante La Cocina
Xelena Hotel & Suite – El Calafate

 

156 Km Rodados 

 

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*